Delegacia Legal
 




 

 

 
Notícia
Governo conclui as obras da Delegacia Legal, DEAM e DEC de Cabo Frio
21/06/2013 - 17h57

O Governo do Estado, através do Grupo Executivo do Programa Delegacia Legal, (órgão vinculado a Secretaria de Obras), concluiu as obras da 126ª Delegacia Legal de Cabo Frio, a Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM) e o Depósito de Evidências Criminais (DEC).

Para concluir o Programa na Região das Baixadas Litorâneas, ficará faltando apenas a 118ª Delegacia Legal de Araruama, que encontra-se em obra e com conclusão prevista para outubro.

– Depois de 144 unidades implantadas, 90% do Programa Delegacia Legal já está concluído em todo o Estado do Rio de Janeiro, tendo sido finalizado nas regiões Centro Sul, Médio Paraíba, Norte e Noroeste Fluminense. Das 13 obras que faltam para a conclusão, nove estão em andamento e as demais em fase de licitação –, celebrou César Campos, coordenador do Programa Delegacia Legal.

126ª DP e DEAM de Cabo Frio

A 126ª Delegacia Legal e a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – DEAM de Cabo Frio (Rua Teixeira de Souza, s/nº - Centro), formam uma unidade de grande porte, com uma área construída de 885,12 m², distribuída em três pavimentos. As duas unidades terão entradas independentes, sendo que a DEAM ficará no 3º andar. Também foi instalado elevador para facilitar à acessibilidade a unidade. Nas obras e equipamentos das novas foram investidos R$ 4.784.182,19.

Nestas unidades, foram usadas técnicas modernas de construção civil, através da substituição das vigas de concreto armado por estruturas metálicas, e também foi usada laje do tipo steel-deck (lâminas de aço tratadas com materiais químicos para evitar a corrosão). O novo padrão, além da velocidade, reduz o custo das obras.

As novas unidades policiais de Cabo Frio terão computadores conectados a central de dados do Programa Delegacia Legal, além de impressoras, switch, roteador, scanner e câmera. As unidades terão atendentes universitários da área de serviço social e psicologia com experiência em atendimento ao público, além dos síndicos, que é um técnico não policial que cuida da manutenção predial, do estoque de materiais e de funcionamento de equipamentos. As delegacias serão compostas por setores de investigação, além de sala de escuta, duas salas de custódia, copa, sala de repouso e sanitários para o público, como também adaptações para portadores de deficiências.

– Estamos trabalhando para cumprir as principais metas do Programa Delegacia Legal, que foi a eliminação das carceragens nas delegacias policiais, melhoria das condições de trabalho para o policial nas delegacias com as novas instalações e a informatização do trabalho policial com a interligação das delegacias em rede. Além disso, a modernização destas delegacias proporciona um melhor atendimento a população e melhores condições para o policial –, comentou César Campos, coordenador do Programa Delegacia Legal.

Depósitos de Evidências Criminais

Cabo Frio também vai receber um Depósito de Evidências Criminais (DEC), evitando que as delegacias legais da região das Baixadas Litorâneas guardem valores ou evidências criminais em seu interior.

– Durante anos as antigas delegacias de polícia se transformaram em verdadeiros depósitos de bens apreendidos nos processos investigatórios, que se acumulavam de forma desordenada em locais inadequados para sua guarda. Para determinar o fim desta prática foi previsto no projeto do Programa Delegacia Legal a criação dos DECs –, comentou Campos.




Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados